Filmes

TAG: louca por filmes

Eu vi no blog da Nati, e quis fazer esse meme, tá rolando em vídeo, mas como eu não curto (odeio na verdade) minha voz, farei na escrita mesmo. Hahaha. (o trailer fica no link do filme!)

Qual foi o último filme que você assistiu?

Shame!

shame-movie-review

Há muito tempo eu tava querendo assistir esse filme porque todo mundo falava super bem dele, e temos também: FASSBENDER, FAZENDO MUITO ~BEN~ MESMO (HAUAUHHAUHAU PQP AMO TROCADILHOS IDIOTAS). O filme basicamente conta a história da vida de um cara que é ninfomaníaco e ainda tem que lidar com a vinda da irmã morando na casa dele. É engraçado, você acha que um filme desse vai ter muita putaria, mas não. Chega a ser meio perturbante algumas partes com ele e o relacionamento que ele tem com a irmã, enfim. É interessante como o diretor desse filme deixa as coisas muito abertas, muitas perguntas, nenhuma resposta, é mais pra gente traduzir o que acontece.

Qual filme você quer muito assistir?

Essa é uma pergunta difícil, eu quero assistir muitos filmes. Mas um que quero muito ver é o Boneca Inflável, um filme japonês que um amigo me indicou e disse que é lindo, e Au revoir Taipei, um filme taiwanes, meu primo me recomendou, é mais pra matar a saudades de Taiwan.

Air-Doll

 

aurevior

Um filme pra chorar:

Amor. Pra começar é a vida de um casal de velhinhos, então você sabe que lágrimas rolarão. Esse filme é forte, triste e incrivelmente maravilhoso. Até hoje me revolta saber que a Emmanuela Riva perdeu o oscar pra Jennifer Lawrence.

emmanuelleriva_amour_LARGE

Um filme para rir:

Um conto chinês. É um filme argentino extremamente gostoso de assistir. Aqui a seguinte storyline “A história de um rabugento dono de uma casa de ferragens que, inesperadamente, se depara com o cenário de ajudar um chinês que foi jogado de um carro e não fala uma palavra em espanhol”. A melhor parte foi que quando assisti, a parte que o chinês falava em mandarim não tinha legenda, porque é pra vc se sentir perdido exatamente como o argentino, mas como eu sei falar, eu entendia tudo e dava risada sozinha no cinema ahahaha.

um_conto_chines_2011_f_002

Outro que indico muito é o Saneamento Básico. Eu adoro o Jorge Furtado, ele faz filmes e curtas ótimos. Esse filme é engraçadissimo, fica aqui a história: “Os moradores de Linha Cristal, uma pequena vila de descendentes de colonos italianos localizada na serra gaúcha, reúnem-se para tomar providências a respeito da construção de uma fossa para o tratamento do esgoto. Eles elegem uma comissão, que é responsável por fazer o pedido junto à sub-prefeitura. A secretária da prefeitura reconhece a necessidade da obra, mas informa que não terá verba para realizá-la até o final do ano. Entretanto, a prefeitura dispõe de quase R$ 10 mil para a produção de um vídeo. Este dinheiro foi dado pelo governo federal e, se não for usado, será devolvido em breve. Surge então a idéia de usar a quantia para realizar a obra e rodar um vídeo sobre a própria obra, que teria o apoio da prefeitura. Porém a retirada da quantia depende da apresentação de um roteiro e de um projeto do vídeo, além de haver a exigência que ele seja de ficção. Desta forma os moradores se reúnem para elaborar um filme, que seria estrelado por um mostro que vive nas obras de construção de uma fossa.” (via filmow)

22012014084614

Melhor parte do filme:

– Olha quem vem lá!

– Quem?

– Silene!

– Que Silene?

– Silene Seagal!

AUAHUAUHHAU <3

Um suspense:

Psicose

Psycho

É muito óbvio que todo mundo já viu a clássica cena da mulher sendo assassinada no banheiro, mas uma grande parte das pessoas nunca viu o filme inteiro, inclusive eu entrava nessa lista. Assisti ele quando entrou no netflix, e o filme é muito foda, o fim é maravilhoso!

Um filme para ver com a família:

pi

Eu nunca fui de assistir filme com a minha família inteira, só quando eu era pequena, a gente até que ia bastante ao cinema, mas o último filme que vimos juntos foi “As aventuras de Pi“, e foi muito bom, porque não tem nenhuma cena constrangedora ahahah, além da fotografia linda e o diretor ser: taiwanes. Orgulho da família assistir, né? Hahahaha.

Um romance:

003

Peixe Grande. Não é exatamente um romance, conta uma história de amor e tal, e é simplesmente MARAVILHOSO! Eu chorei muito no filme, ahaha mas acho que só eu, sei lá. Ele é lindo, além do que, eu gosto de todos os filmes do Ewan Mcgregor. E esse é um dos únicos filmes do Tim Burton que me encantou de verdade.

Um filme lindo:

2008_mister_lonely_001

Mister Lonely. Suspirei nesse filme, quis aplaudir quando terminou, porque ele é simplesmente lindo em tudo, a história, os personagens, a fotografia…a história é sobre um sósia do Michael Jackson que é convidado por uma sósia da Marilyn Monroe a morar com outros sósias. Não é uma história engraçada, ele é meio melancólico mas de um jeito maravilhoso.

L’apollonide também é desses filmes que não daria nada, mas saí maravilhada. Conta a história da vida das prostitutas do início do século XX. Foi inspirado num quadro de Toulouse Lautrec, como não amar? Ele é um filme bem parado, mas a gente vê tudo que passa por elas, o que fazem elas felizes, tristes, as angustias e doenças, etc. E a trilha sonora é ótima, porque mistura o antigo (o filme em si) com músicas “novas”.

le28099apollonide_03

Um filme pra morrer de medo:

Sei lá, odeio. Não curto nada dessas merdas ahahahah

Um filme que não vale a pena ver:

j-ai-pas-sommeil_339293_46998

Noites sem dormir. Assisti esse filme num noitão do Belas Artes e sabe quando não tem pé nem cabeça? E olha que já vi muito filme doido, mas esse meu deus do céu, era maçante, queria morrer no meio do filme de tão chato que era.

Um filme para o feriado:

medianeras-pilar-lopez-de-ayala-javier-drolas

Medianeras. ô filme lindo, que delícia de assistir, você se identifica com os personagens, com tudo que eles passam e ainda dá pra matar saudades de Buenos Aires. Um dos meus filmes preferidos.

Um desenho animado:

Vou colocar 2, o Meu vizinho Totoro que é a a animação mais linda. Eu adoro o Miyazaki, tenho muita inveja da criatividade dele, todas as animações que vi dele, ficava pensando “DAFUQ, COMO ELE PENSA DESSE JEITO?” Uma pessoa normal não é assim. Enfim, sobre a animação, é uma graça. Totoro deveria ser obrigatório pra todas as crianças. Eu assisti faz uns 3 anos e chorei até ahahaha.

My-Neighbor-Totoro-lscp

Persepolis. Ele é baseado nos quadrinhos e conta a história do Irã e a protagonista é a adorável Marjani que quer salvar o mundo. Essa animação é simplesmente excelente, ao mesmo tempo que mostra a realidade, é super delicado. Fiquei apaixonada por ele.

dvd_pers

Um filme que todo mundo deveria ver:

Trainspotting

Quando alguém me pergunta: “qual é teu filme preferido, assim de todos os tempos?”, eu paro pra pensar e digo que é o Trainspotting. Eu adoro todos os filmes que o Ewan Mcgregor faz, eu curto todos os personagens peculiares, o efeito igual que as drogas fazem ou deixam de fazer e ao mesmo tempo que é um drama, é uma comédia. É louco, muito foda.

Um filme que tenha visto 3 vezes ou mais:

comer-beber-viver

Comer, beber, viver. É o meu filme preferido do Ang Lee, eu AMO esse filme. Lembro de ter visto ele quando era mais nova e já tinha adorado. A história: “O Sr. Chu, o maior cozinheiro de Taipé, anda com sérios problemas. Há alguns anos, com a morte da esposa, ele ficou responsável por suas três filhas rebeldes: Jia-Jen, uma professora totalmente devotada a ele; Jia-Khien, uma executiva ambiciosa que não suporta a presença do pai, e Jia-Ning, a mais jovem e mais romântica das três.A vida na casa se desenrola em torno do ritual do jantar de domingo e dos casos amorosos da família.” (via filmow).

Eu não me identifico com ele, a não ser a parte da comida ahhaha, mas é retrata a vida dos chineses, de forma graciosa, engraçada e dramática e como realmente é importante uma boa refeição para os chineses.

Um filme para meninas:

15barcelona-600

Vicky Cristina Barcelona. Juro que não consegui pensar num filme de menininha que eu curte muiiito (ah, pensei no “De repente 30!!”). Esse filme talvez nem seeja “só para meninas”, mas temos Javier Barden. Hahaha. Ele é tão gostoso de assistir, dá pra ver a qualquer hora com qualquer um (ok, menos com seus pais haha) e temos Penélope, gatissima, pelo amor de deus, muito mais que a Scarlett na minha humilde opinião.

Dá uma dor no coração porque deixei MUITOS filmes que eu gosto de fora. Quem sabe crio um outro meme de filmes, haha.

Standard
Filmes

a culpa é das estrelas ou eu que sou insensivel?

the-fault-in-our-stars-a-culpa-é-das-estrelas-trailer-featurette-novas-cenas-bastidores

Eu não li o livro, não sei se é fiel. O fato é que eu fui com muita expectativa e preparando meu emocional pras cenas tristes. 3 filmes que mais chorei nessa vida: 1) Um amor pra recordar. Chorei muito, achei lindo, foi o filme mais triste que vi na vida até os 15 anos. 2) A Partida. Acho que fui uma das únicas pessoas que se debulhou em lágrimas porque olha, eu me envolvia em cada velório. Cheguei a soluçar, sério. 3) Amor. Porque sim. Não conseguiria nem ver novamente ele, porque me perturbou de uma maneira absurda.

Agora voltando ao filme. Pra quem ainda não sabe, ficaí a sinopse dele: “Diagnosticada com câncer, Hazel Grace Lancaster (Shailene Woodley) se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, a jovem é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio e logo conhece Augustus Waters (Ansel Elgort), um rapaz que vai mudar completamente a sua vida.” – via filmow

Na verdade eu me envolvo muito facilmente nos filmes, então me ver chorar é muito fácil. E nesse filme, levei meu amigo, igualmente ou mais chorão que eu (ele chorou assistindo RIO! A ANIMAÇÃO MAIS FELIZ DO MUNDO).

O filme começa legal, a Hazel é a personagem fofa, o Augustus é apaixonante…………..mas não me convenceu. Eu sei que é um amor adolescente, mas eu não gosto de filme com esse tipo de amor que parece forçado, não sei. E eu sei que Um amor pra recordar também é esse tipo de amor, mas acho que se eu assistisse hoje, me irritaria como me irritei assistindo a esse filme. É arrastado de um jeito maçante e cheio de melação. Taí, eu não gosto de amor-melação-forçada. Enquanto eu ouvia pessoas chorando e assoando o nariz, eu bufava de impaciência. “ALGUÉM POR ACASO VAI MORRER E VAI ACABAR LOGO ESSE FILME?” – eu só pensava nisso. E as cenas de mais melação eu comentava com meu amigo “AH NÃO. NÃO. NÃO.” porque olha, não engulo essas besteiras. O personagem mais legal era o amigo do Augustus, ele era ridículo falando o “always”, mas foi essa a frase que inspirou o O.K., né?

Meu amigo se debulhava em lágrimas, a moça ao meu lado também e eu só ficava pensando “caralho, é sério que ela levou o namorado pra ver ESSE filme?” Eu nunca levaria o meu. porque vc sabe que é filme de mulherzinha, a não ser que role uma troca bem convincente, não leve. hahaha.

Só pra dizer que não chorei, caiu uma lágrima sim quando a parte mais triste aconteceu. Mas minhas expectativas em relação a litragem de tristeza seria maior. E daí quando as luzes se acenderam e meu amigo enxugavam as suas lágrimas e perguntou se eu curti, me senti como a Elaine do Seinfeld quando ela odiou ter visto O paciente ingles:

 

 

HAHAHAHAHAHAHAH

 

 

 

Standard
Filmes

O Iluminado e suas caras e bocas

the-shining-HD-Wallpapers

Aproveitei que ia passar o Iluminado no Museu da Casa Brasileira no fim de semana e fui assistir. Acho que é meu primeiro filme do Kubrik, na faculdade passou “2001: uma odisséia no espaço” e não conseguimos assistir inteiro. Ainda tô enrolando pra assistir Laranja Mecânica, que tanto esse povo admira, e agora que entrou no Netflix só falta saco pra assistir, e estômago, porque não sou muito de filmes muito violentos.

Esse filme é maravilhoso. A trilha sonora é o que deixa a gente mais tenso, hoje em dia não existe isso, as coisas acontecem do nada e você simplesmente morre do coração. Antigamente existia a música e você sabia que alguma coisa iria acontecer, então você já ficava tensa, se preparava pro pior, e o Kubrik, esse danadinho, ás vezes deixava acontecer simplesmente nada, era só uma tensão a toa.

Ah sim, a sinopse. Precisa mesmo? É tão clássico, então toma aí do filmow: “Durante o inverno, um homem, é contratado para ficar como vigia em um hotel no Colorado, e vai para lá com a mulher e seu filho. Porém, o contínuo isolamento começa a lhe causar problemas mentais sérios e ele vai se tornado cada vez mais agressivo e perigoso, ao mesmo tempo que seu filho passa a ter visões de acontecimentos ocorridos no passado, que também foram causados pelo isolamento excessivo.

Cara, a cena das gêmeas, tão pouco tempo, tão absurdamente medonho e inesquecível com seu “Hey Danny, come and play with us forever and ever and ever”. O banho de sangue, a cena da banheira, do cara fantasiado.. tudo muito perturbador.

Agora preciso falar das caras e bocas da família Torrence, que coisa maravilhosa. Danny boy, o moleque, assustadíssimo com as gêmeas e com tudo que ele conseguia ver.

danny-shining-o

Jack Torrance aka Jack Nicholson, que atuação foda, que cara de psicopata louco com suas frases de efeito, até dava risada porque ele era genial.

hero_EB20060618REVIEWS08606180302AR

 

jack-gif

 

johnny

 

the-shining08_thumb

 

tumblr_lhpt1tf7Ep1qb7ikeo1_500

 

tumblr_miabclIoip1s00ervo2_250

 

Índice

E por último mas não menos importante, pelo contrário, temos Wendy com sua cara que já é naturalmente assustada, então ela assustada mesmo eu AMAVA.

 

0000216977

 

l.php

 

shining2

 

the-shining

 

the-shining-shelly-duvall-3

 

The-Shining-the-shining-25586158-1024-576

 

wendy shines

 

WendyThrowstheKnifeDownandItDissape

AMO WENDY <3

Curti pra caralho.

Standard
Música

MiXXXtape pra esquentar

Essa não é uma mixtape do amor. É pra ouvir durante o sexo mesmo, seja com quem for. Eu queria ter um leque musical muito maior, mas é o que tem pra hoje, haha.

Não tem só uma música, tem o disco todo também, então essas são as que eu recomendo:

Charlotte Gainsburg – Hey Joe

Charlotte é muito cool, né? Todo mundo quer se amiga dela, ela atua, e ela canta sussurando cover de Jimmy Hendrix. Acho muito sensual essa música, é uma coisa meio preliminar.

 

The Black Keys – Fever

Todos os discos do Black Keys são uma boa pra ouvir num clima quente, e a nova deles não podia ser diferente.

 

Arctic Monkeys – hold on, we’re going home

Tem um ditado aí rolando nas interwebs o seguinte: “I would fuck Alex Turner’s voice if I could” e isso diz tudo, ainda mais com esse cover DELICIOSO.

 

The Good The Bad – 030

Pra ouvir no ápice. Muito muito sexy e o clipe também.

 

The XX – Angels

<3

 

Whistesnake – is this love

Um clássico.

 

Arctic Monkeys – AM

O disco inteiro. Mas N.1 party anthem, mad sounds e I wanna be yours acho bem boa de ouvir em noites quentes. hahah

 

Queens of the Stone Age – …like clockwork

O disco INTEIRO é muito sexy, pelo amor de deus, já começa com Keep your eyes peeled, em seguida I sat by the ocean, e nem me fale em If I had a tail. Smooth Sailling é pra chegar no ápice e depois ouvir I appear missing e Like a clockwork abraçado. HUAUAHHUAHAU

 

Chet Faker – built on glass

O disco novo do Chet Faker é excelente e cheio de batidas boas. Começa muito bem com Release your problems, e em seguida com Talk is Cheap. Caralho, essa música é muito sexy. Melt tem a voz da Kilo Kish, Gold é delicinha, 1998 é uma boa pra reesquentar depois da esquisita Blush e a Dead Body fecha muito bem o disco e tua transa.

Standard
Seriado

Sobre o fim de How I Met Your Mother

tumblr_n3d7ouInCy1qlcdpmo1_500tumblr_n3d7ouInCy1qlcdpmo3_500

!!! ((TEM SPOILER, EU CONTO O FINAL, EU AVISEI)) !!!

Eu tava muito atrasada em relação a assistir o fim de How I met your mother por vários motivos:

– As últimas temporadas estavam muito arrastadas, era uma encheção de linguiça sem fim
– A última temporada se baseia inteiramente no fim de semana do casamento do Barney e da Robin, I mean, rlly? Os primeiros episódios eu queria passar logo pro fim.
– Por mais chato que tava, eu não queria que acabasse lá no fundo, quer dizer, são 9 temporadas acompanhando fielmente, é tipo Friends, que vc já considera como seus amigos e vrá!! ADEUS PRA SEMPRE. Então eu tava meio que enrolando pra não ter que dar adeus.

Conforme foi passando a última temporada, os episódios foram ficando engraçados, a história se desenrolando e etc. Achei a mulher do Ted bem legal, eu fui com a cara dela, nunca curti nenhuma namorada do Ted, odiava a Stella, achava ela controladora, a Zoe era uma pentelha do caralho ahhahaha, e a Victoria a namorada sem sal. A única que era legal era a Robin. A única coisa que me incomodava na mãe, é que no último episódio quando apareciam os anos depois em que a gangue se reunia, quando ela falava com as pessoas, soava um pouco forçado, não achei que ela se encaixava muito no grupo, sabe? haha.

Eu gosto do Ted, eu acho que ele é o cara que nunca conheci e não sonho em conhecer por ser fofo demais, roubando o trompete azul pra Robin, fazendo mega speed date com a Stella, achando o colar da Robin, etc etc.Sabe, que tipo de cara faz isso?

E é muito bizarro, você passar uma temporada INTEIRA falando do casamento do Barney e da Robin e no fim, em menos de 5 minutos e 3 anos de casados, eles se separarem, por um motivo de que ela viaja demais e ele fica bodiado quanto a isso. Sei lá, não colou.

Quando o Barney e a Robin ficam juntos, achei muito bizarro, não torci por eles, mas conforme foi passando o tempo, eu comecei a curtir muito o amor que eles tinham um pelo outro, principalmente porque eu gostava do jeito que o Barney tinha esse carinho pela Robin.
E eu amo o diálogo que ela tem com o Barney:

– I’m such a mess. Why do you even like me?
– I guess… ’cause you’re almost as messed up as I am.

<3

Agora o fim. Juro que quando assisti minha reação foi:

kanye-wtf

É.o.fim.mais.inesperado.de.todos.os.tempos.

(EU CONTO O FINAL!!!!!!!!!!!!! NÃO LEIA SE VC NÃO QUER SABER)

9 temporadas enrolando pra conhecer a mãe e ela morre. UHAUHAHUAHUAHUAHUAUHAHU. Tô rindo agora porque fiquei chocadissima na hora, na cena que ela tá numa cama de hospital doente e ele fala que foi o pior momento dos dois, eu realmente não achei que ela iria morrer.

….and that kids, is how I met your STEP-MOTHER.

Daí depois você assiste o fim e fica uma hora com essa reação:

hqdefault

Você entende. Que tudo faz sentido.

9 temporadas apaixonado pela Robin.

Eu não sei se realmente gostei do fim ou não, mas foi bem interessante, porque acho que a maioria das pessoas esperavam o mesmo fim, e acabou que foi uma coisa totalmente inesperada. Acho que não assistiria HIMYM de novo com os mesmos olhos sabendo do fim, sei lá. Ainda to digerindo. Mas aplaudo.

Standard
Filmes

Her

her-at-the-beach Pra ler, tem que dar play nessa música: Eu gosto de olhar o filmow e ver os filmes que vão estrear ao longo do ano, e em 2013 me deparei com o novo filme do Spike Jonze, que se chamava HER. Me apaixonei pelo trailer, pela história e queria muito assistir, principalmente porque tinha me apaixonado por Onde vivem os monstros. Então assisti no fim de semana. Fica aí a sinopse, que tou com preguiça de escrever (eu gosto de falar como me sinto quando vejo os filmes hahah, bem idiota, né? Não sou boa em escrever reviews anyway): “Em um futuro próximo na cidade de Los Angeles. Theodore Twombly (Joaquin Phoenix) é um homem complexo e emotivo que trabalha escrevendo cartas pessoais e tocantes para outras pessoas. Com o coração partido após o final de um relacionamento, ele começa a ficar intrigado com um novo e avançado sistema operacional que promete ser uma entidade intuitiva e única. Ao iniciá-lo, ele tem o prazer de conhecer “Samantha”, uma voz feminina perspicaz, sensível e surpreendentemente engraçada. A medida em que as necessidades dela aumentam junto com as dele, a amizade dos dois se aprofunda em um eventual amor um pelo outro.” Chorei nesse filme. Chorei por mim, chorei por nós, pela humanidade, do quão real pode parecer esse filme num futuro muito breve, e como já estamos assim, não prestando mais atenção nas pessoas ao nosso redor, porque ficamos muito preocupados pensando no que outras pessoas estão postando nas redes sociais. Conversar cara a cara já não parece tão interessante do que conversar com os outros que estão online. E eu me senti mal, principalmente porque eu me envolvo demais quando assisto aos filmes, então fiquei me imaginando na pele do Theodore, e me senti extremamente solitária, me apaixonando por um sistema operacional, mas não podendo tocar, sentir, abraçar este ser. Eu confesso que saí desse filme muito deprimida, hahaha, sério. Eu fiquei melancólica e me sentindo sozinha no mundo, (carente, vamos dizer)…em ter que voltar pra casa e não ter ninguém pra dormir de conchinha comigo, e olha que nem curto muito isso, hahaha. Depois me senti idiota. Gosto de como no filme ninguém se choca quando o Theodore fala que namora um sistema operacional, como se isso fosse uma coisa normal. Acho engraçado o jeito como ele faz sexo virtual num bate papo, mas não é tão moderno, porque é como se vc fizesse sexo pelo telefone com um desconhecido. E o que mais gostei, pelo pouquissimo filme que vi do Spike Jonze, é como nos seus filmes tem traços delicados, não sei exatamente como colocar isso, parece aquela caixinha de música, que vc deixa tocar e quer ver a bailarina dançar. E Karen O na trilha sonora, desabei. Uma coisa é certa, esse filme me tocou de um jeito estranho, de não desejar nunca ser solitária, que era o que eu me sentia enquanto via o Theodore.

Standard